Casos de uso Tecnologia

Venezuela: criptomoeda Petro e novo Bolívar passam a valer oficialmente no país

Postado por em 15 de agosto de 2018 , marcado como , , ,

A partir do dia 20 de agosto, a Venezuela terá duas moedas oficiais: a criptomoeda Petro emitida pelo Estado e a recém-anunciada Bolívar Soberano, atrelada ao Petro, anunciou o presidente Nicolás Maduro, em um pronunciamento.

As duas moedas serão lastreadas pelo petróleo e tem como objetivo a resolver o problema da inflacionada moeda fiat do país.

(Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

No discurso televisionado, e depois publicado no Twitter oficial do presidente, Maduro afirmou: “A partir da próxima segunda-feira, a Venezuela terá uma segunda unidade [o novo Bolívar], baseada no preço do petróleo. [A moeda] começará a operar como unidade obrigatória para a nossa companhia de petróleo, PDVSA”.

Como anteriormente revelamos, as autoridades venezuelanas emitirão uma nova versão da moeda fiduciária nacional, que será vinculada ao Petro.

Contornando a inflação

Na última segunda-feira (13), Maduro disse que o Banco Central da Venezuela (BCV), começará a publicar dados oficiais sobre o valor do Bolívar Soberano, convertido para o Petro, e o valor da criptomoeda nacional, em comparação com moedas internacionais.

Sem mais detalhes, o líder da Venezuela ordenou que os ministros responsáveis pela economia explicassem as novas medidas ao público, durante essa semana.

“A Venezuela terá um indicador oficial e real […] para que as especulações com a moeda venezuelana cheguem ao fim”, declarou Maduro.

Para proporcionar uma transição suave, o governo declarou a próxima segunda-feira (20) um dia não-útil, informou a mídia local.

Transição

Tanto o Bolívar Soberano quanto o Bolívar atual circularão juntos por algum tempo antes que a antiga moeda seja suplantada.

Nicolás Maduro assegurou ao povo venezuelano que o BCV e demais bancos públicos e privados já possuem as novas células e estão se adaptando para implementar as mudanças.

O presidente também ponderou que as autoridades estão se preparando para introduzir e esclarecer novos mecanismos que determinarão salários e preços de bens e serviços.

Em suas palavras, as moedas levarão a uma melhoria substancial na renda dos trabalhadores e à restauração do mecanismo dos preços no varejo.

Teoricamente, o Petro já está disponível para uso desde abril deste ano, mas a escala de transações realizadas até o momento é desconhecida.

Os detalhes da próxima conversão monetária foram revelados após relatos de que a Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela estaria preparando uma reforma na constituição do país que incluiria o estabelecimento de um banco central para criptomoedas.

A proposta é que a instituição assuma as responsabilidades sobre a política cambial, monetária e financeira, relacionadas aos ativos digitais.

Fonte: News.Bitcoin