Geral

Uma Moeda Digital que vai substituir a moeda física aos poucos, diz presidente do Banco Central

Postado por em 16 de novembro de 2020 , marcado como , ,

Uma moeda digital brasileira irá substituir aos poucos a moeda física que conhecemos hoje. Esse é o plano do Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto.

Campos Neto declarou que a instituição está trabalhando na criação e no desenvolvimento de uma Moeda Digital, uma CBDC, ou seja, uma moeda digital gerada e gerida por um Banco Central, que com o tempo irá substituir o Real na forma como o conhecemos hoje.

Moeda Digital deve substituir a moeda física gradativamente

Segundo o presidente do BC, essa moeda será integrada ao Pix e deve substituir o dinheiro físico gradativamente.

Ainda de acordo com o presidente do BC, o projeto vai na linha de digitalizar a economia cada vez mais.

Portanto, a ideia é fazer um sistema onde o dinheiro seja mais rastreável e de ter um sistema mais seguro e mais inclusivo, conforme seus idealizadores.

Não deveria ser necessário dizer que a comunidade de adeptos das criptomoedas entendem esse tipo de afirmação de forma totalmente diversa.

Um sistema de dinheiro estatal eletrônico torna o poder do Estado ainda maior, e não torna o mundo mais seguro, pelo contrário.

O nível de arbitrariedade da parte do Estado com informações completas sobre o dinheiro de todos os cidadãos beira o inimaginável.

Por isso, as criptomoedas propõem um sistema monetário e financeiro descentralizado e fora das mãos do governo.

CBDC – a nova aposta do Banco Central

Citando experiências de CBDC em outras nações, Campos Neto declarou pela primeira vez que a intenção dessa iniciativa no Brasil é substituir o uso do dinheiro físico, com um todo.

“É uma moeda digital só para pagamentos de câmbio? Não. Nós entendemos que isso vai se estender e vai substituir a moeda física aos poucos”, disse.

Ou seja, se engana quem pensa que a referida moeda serviria apenas para transações internacionais. Ao contrário disso, o plano é que a versão digital do real substitua todas as transações atuais de dinheiro em papel moeda.

Campos Neto também declarou que isto não significa que um CBDC vá substituir o Real 100% de uma só vez.

Contudo o presidente deixou claro que a ideia é, sim, digitalizar o Real de forma definitiva.

“Nos estamos avançando nesse caminho de ter uma moeda digital, de ter um processo mais digital, isso não significa que vai substituir a moeda física 100% nesse momento, isso não significa que existe um intuito de fazer de uma forma diferente , só para câmbio ou só para um produto. Não. O intuito é ter uma moeda digital como um todo. É ter o Real digitalizado”, disse.

Dessa forma, grandes transformações econômicas e sociais no Brasil devem ser esperadas na esteira dessa realidade.

Bitcoin é a melhor alternativa ao sistema em questão

A grande realidade é que o Bitcoin é a tecnologia mais madura para fazer frente ao controle e abuso estatal da economia.

Uma moeda digital estatal digital pode agilizar pagamentos, por exemplo. Mas se a política monetária permanecer centralizada os abusos atuais permanecerão ou mesmo se aprofundarão.

O desafio é educar a população para que enxergue além das comodidades e entenda o valor de uma moeda verdadeiramente soberana em contraste com as moedas nacionais geridas por Bancos Centrais ao redor do mundo.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, clique aqui!