Geral

Sinais de alta? Bitcoin e Ethereum batem recordes

Postado por em 28 de setembro de 2020 , marcado como , ,

Sinais de alta? Ethereum e Bitcoin, a duas maiores criptomoedas do mercado global, estão batendo recordes atualmente.

Tanto o Bitcoin como o Ethereum têm demonstrado força.

Isso, apesar das incertezas no mercado global de forma geral na esteira dos problemas causados pelo Covid-19.

Bitcoin acima dos 10k USD pelo maior tempo em toda sua história

O Bitcoin (BTC) atingiu um novo recorde referente ao preço do ativo

Mas desta vez, é a resistência que está deliciando aqueles que apostam na alta.

Como vários analistas e conhecidos Bitcoiners notaram esta semana, o preço do Bitcoin passou mais tempo acima de US$ 10.000 do que jamais o fez em toda a sua história.

Desde as últimas baixas, o Bitcoin se recuperou para ser negociado em um corredor entre US $ 10.000 e US $ 11.000, até agora vendo rejeição ao tentar subir mais alto que isso.

Sinais de alta para o Bitcoin? Nem para todos

Para uma visão não tão otimista, veja, por exemplo, a análise abaixo:

 

“Mercados ultra enfadonhos, mas não puderam romper US$ 10.800. Se perder os US$ 10.600, vou mirar os US$ 10.400 ”, comentou van de Poppe no domingo, pouco antes de um salto modesto e rejeição de US$ 10.950.

Ele levou em conta um cenário que incorporaria uma queda subsequente para US$ 10.400 antes de um reteste potencial a US$ 11.000.

o Ethereum, por sua vez também tem batido recordes

As taxas de transação cumulativas pagas às mineradoras Ethereum (ETH) em 2020 estão agora perto do dobro das taxas de Bitcoin (BTC), marcando US$ 276 milhões contra US$ 146 milhões.

Esse é um recorda do Ethereum.

Um gráfico divulgado pela Coinmetrics destacou como as taxas do Ethereum tiveram uma forte ascensão na última parte do ano.

Isso coincide de perto com o lançamento dos tokens da Compound.

Assim, as taxas cumulativas de 2020 na Ethereum igualaram-se ao Bitcoin em 12 de agosto e continuaram uma ascensão incrível desde então.

Fonte: Coinmetrics

O fato marca uma mudança distinta das tendências em taxas de transação dos anos anteriores.

Neles, o Bitcoin geralmente dominava sobre qualquer outra rede por uma ampla margem.

Em 2019, por exemplo, o Bitcoin saiu com uma vantagem de cinco para um na mesma comparação.

Em busca dos responsáveis pela tendência

O responsável por isso é provavelmente o boom das finanças descentralizadas (DeFi) e da yield farming.

Todavia, transferências de stablecoins e alguns supostos esquemas de Ponzi também constituem uma parte significativa do uso do espaço do bloco em Ethereum.

Portanto, é provável que o estado atual das coisas diminua um pouco à medida que a euforia do DeFi se estabilize.

Assim como aconteceu no mercado de criptomoedas em geral em 2018 após a bull run de 2017.

No geral, as taxas aumentaram de forma constante para mais de 10% da emissão total desde maio – um limite alcançado apenas algumas vezes na história da moeda.

Isso pode ser particularmente valioso para os detentores de ETH, à luz da proposta EIP-1559, que estão comemorando.

Para o Bitcoin aumentar as taxas de transação para cobrir a emissão existente é crucial para seu futuro a longo prazo.

No entanto, o espaço da criptomoeda nos últimos dois anos começou a se distanciar dos casos de uso centrados em Bitcoin para uso de stablecoins e DeFi.

Embora o uso de Bitcoins continue alto, perder o domínio para outras blockchains pode ser catastrófico para suas perspectivas de longo prazo.

Sinais de alta?

A visão otimista sobre o mercado de criptomoedas aposta fortemente no Bitcoin e no Ethereum.

Esses são as duas maiores apostas na área.

Se o otimismo prevalecerá, entretanto, é algo que só o futuro dirá.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin com segurança clique aqui!