Casos de uso Mercado

Inverno rigoroso do Quebec dificulta fornecimento de energia às mineradoras de criptomoedas

Postado por em 16 de abril de 2018 , marcado como , , , , , , ,

Após um período inicial de euforia, a migração de mineradoras de criptomoedas para a canadense Quebec passou a ser vista com cautela.

O futuro da indústria de mineração na província vem encontrando uma série de obstáculos. Que vão desde a capacidade de fornecimento de energia durante o inverno seco até o frequentemente ignorado custo ambiental.

(Foto: Pixabay)

Marc-Antoine Pouliot, porta-voz da Hydro-Quebec, relatou a dificuldade em saciar os residentes e as mineradoras de criptomoedas, durante o inverno.

Ele propõe, então, que sanções sejam impostas durante o período de seca.

“Em Quebec, os residentes aquecem suas casas com eletricidade. Como consequência, as demandas podem ser muito altas quando a temperatura estiver abaixo de -20°C. Estamos agora analisando o efeito [da indústria de mineração de criptomoedas] em nosso pico de inverno. Uma das soluções seria obrigar as empresas a suspenderem suas atividade durante o inverno”.

Impactos ambientais

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) publicou um artigo afirmando que a pegada ambiental, supostamente modesta, gerada pela produção de energia em Quebec tem estado sob crescente observação.

Jeff Wells, um biólogo conservador e pesquisador da Universidade de Cornell, também alertou para as possíveis consequências ambientais do aumento das atividades de mineração, enfatizando as tensões ecológicas decorrentes da construção de barragens.

Wells afirma que o dano criado pela construção dos reservatórios necessários para manter o suprimento de água é grande demais para justificar a indústria.

Ele ainda acrescenta que os reservatórios estão alcançando cada vez mais as florestas existentes e levando ao apodrecimento, em grande escala, das raízes das árvores, o que aumenta a liberação de metano.

“Você está colocando centenas, talvez até milhares, de quilômetros embaixo d’água. Você está colocando um gás do efeito estufa na atmosfera e impedindo que a área consuma mais carbono no sistema. Você perdeu todo um ecossistema”.

Pouliot, no entanto, assegurou que a capacidade da empresa de atender a demanda durante o inverno é o único obstáculo que impede a proliferação de mineradoras em escala industrial.

o porta-voz da Hydro-Quebec rejeitou as preocupações ambientais, afirmando que toda e qualquer avaliação sobre os impactos ambientais são conferidos antes que qualquer barragem seja construída pela Hidrelétrica.

Fonte: News.Bitcoin