Geral

“Evidente a irrecuperabilidade”, diz advogado sobre Grupo Bitcoin Banco

Postado por em 8 de dezembro de 2020 , marcado como ,

“É evidente a irrecuperabilidade das devedoras, haja vista a renúncia das últimas três bancas de advogados contratados, todas motivadas em razão do não pagamento dos honorários contratados”, diz petição nos autos da Recuperação Judicial (RJ) do Grupo Bitcoin Banco (GBB) .

“Evidente irrecuperabilidade”

Nesta terça-feira (08), o advogado Thiago O. Rieli, advogando em causa própria na RJ do GBB, pediu à Justiça que decrete a falência do grupo em função de vários fatos do processo.

O problema resta evidente com vistas, por exemplo, ao não pagamento por parte do GBB dos honorários advocatícios dos últimos três escritórios que atuaram na RJ.

Todos os escritórios abandonaram a causa alegando falta de pagamento.

Além da falta de pagamento, o GBB ainda teria deixado transcorrer o prazo para constituir novos patronos para sua representação no processo.

Bitcoins não foram liquidados conforme decisão judicial

Outro problema apontado pelo advogado é que o GBB não teria cumprido decisão judicial.

A decisão dizia que o GBB deveria liquidar 150 Bitcoins por mês e depositar o valor referente a essa liquidação em conta determinada pela Justiça.

O GBB não teria cumprido a determinação, mesmo com a recente alta história do bitcoin.

Portanto, esse fato é mais um elemento relevante na visão do advogado para dar fim ao processo de RJ.

Evidente que empresas do grupo não estão operando

Para o advogado, também é evidente que uma vez que as empresas do GBB não estão operando, elas não poderão dar lucro com vistas à recuperação.

Ou seja, para que o GBB pudesse seguir existindo, as empresas precisariam estar operacionais e minimamente saudáveis.

Todavia, nenhuma empresa do GBB está aberta, operando e minimamente saudável há meses desde que o chamado “Giro 2.0” deixou de funcionar.

Obrigações extraconcursais também estariam inadimplentes

Também, segundo a petição, mais um motivo para finalizar a RJ seria que as obrigações extraconcursais do GBB não estariam sendo honradas.

Esse tipo de obrigação tem que ver com dívidas assumidas durante processo de RJ.

Segundo o advogado, a empresa não teria cumprido tais obrigações, restando evidente a irrecuperabilidade do grupo.

Empresas absolutamente irrecuperáveis

Por fim, o advogado defende que as empresas que compõem o GBB são “absolutamente irrecuperáveis”.

Caso isso seja reconhecido pela Justiça, a RJ será interrompida e decretada a falência do conglomerado.

Entretanto, espera-se que o GBB se manifeste nos autos em defesa da continuação do processo de RJ.

Caberá à Juíza DA 1ª VARA DE FALÊNCIAS E RECUPERAÇÕES JUDICIAIS DA COMARCA DE CURITIBA (PR) decidir sobre a petição.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, clique aqui!