Geral

Dow Jones oferecerá índice de criptomoedas em 2021

Postado por em 4 de dezembro de 2020 , marcado como , ,

A Dow Jones anunciou na última quinta-feira (03) que vai lançar um índice de preços de criptomoedas em 2021.

Iniciativa da Dow Jones é mais um passo na legitimação do mercado de criptomoedas

Em comunicado, a Dow Jones afirmou que o motivo para a decisão foi ao amadurecimento do mercado de criptomoedas.

Diante disso, existe uma necessidade por dados confiáveis de preços referentes aos principais criptoativos.

Portanto, essa postura indica que o mercado de criptomoedas cada vez mais conquista seu espaço diante do mercado tradicional em Wall Street.

Metodologia de Precificação desenvolvida pela startup Lukka

Os dados que ajudarão a compor o preço do índice serão fornecidos pela startup Lukka.

A empresa desenvolveu o que entende ser uma metodologia de precificação focada em valor de mercado justo para criptomoedas.

O  anúncio diz que o índice deve facilitar o acesso de novos investidores a essa classe de ativos.

Mitigando riscos aos novos investidores

No universo dos criptoativos não há tabelas de preços oficiais em função da natureza descentralizada desse mercado.

Um mesmo ativo pode (e geralmente tem) preços diferentes em plataformas diferentes.

Inclusive, esse fenômeno é o que possibilitam as chamadas “arbitragens”, onde os negociantes tentam comprar os ativos em locais onde o ativo está mais barato e vender onde está mais caro.

Ao mesmo tempo, a Lukka entende que o índice é uma maneira de mitigar “riscos comuns associados a esse mercado tradicionalmente especulativo”.

Assim, os investidores, especialmente os novatos, terão acesso a um índice que propõe um preço “justo” para os criptoativos, ajudando-os a evitar possíveis golpes.

Dow Jones aos poucos se rende ao Bitcoin

O Bitcoin definitivamente tem conquistado seu espaço no universo econômico global.

O fato de a S&P Dow Jones oferecer um índice de criptoativos é mais um passo na legitimação desse mercado.

Entretanto, o novo índice não é o único.

Recentemente, a Nasdaq, operadora global de bolsa de valores, lançou o Nasdaq Crypto Index, com a gestora brasileira Hashdex, para atuar como a base de um fundo negociado em bolsa (ETF) na Bolsa de Valores de Bermudas (BSX).

Ainda em 2018, a gigante empresa de dados financeiros Bloomberg LP lançou o Galaxy Bloomberg Crypto Index, um referencial para as maiores criptomoedas.

Portanto, o anúncio reforça a tendência já vista no mercado de criptomoedas de que a alta de 2020 vem sendo impulsionada por investidores institucionais dos Estados Unidos.

O índice operado pela S&P Dow Jones pode fornecer exposição diversificada apoiados pelos dados da Lukka.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, clique aqui!