Geral

Criptomoeda da JP Morgan pode estar em vias de ser comercializada

Postado por em 27 de outubro de 2020 , marcado como ,

O tão esperado Lançamento da criptomoeda da JPMorgan, a chamada JPM COIN está sendo ventilado como a solução para uma gigante empresa de tecnologia.

A ideia é executar pagamentos comerciais 24 horas por dia.

Empresa Parceira do JP Morgan ainda é um mistério

O Banco ainda não revelou o nome da grande empresa de tecnologia que irá alavancar a criptomoeda. Isso foi relatado pela primeira vez pela CNBC e, em seguida, Christine Moy, a líder do blockchain no JPM, confirmou a notícia via Twitter.

Momento importante no Mercado de Criptomoedas

A notícia é bastante bullish, ou seja, implica uma relação de otimismo e direção de alta no mercado das criptomoedas.

Dessa forma, o momento atual se torna ainda mais interessante, uma vez que o preço do Bitcoin tem subido significativamente nos últimos dias.

O JPMorgan, por sua vez, pretende se concentrar em resolver com suas criptomoedas os pontos problemáticos e outras ineficiências que afetam o setor de pagamentos de atacado.

Entretanto, especialmente em áreas onde a indústria poderia ter muitos fundos com uma solução melhor facilitado pela tecnologia blockchain.

Um pouco de história do JP Morgan e das Criptomoedas

O JP Morgam sempre foi crítico do Bitcoin antes de 2019.

Todavia, em fevereiro de 2019, o JP Morgan Chase anunciou os planos para lançar sua própria criptomoeda.

Com esse desenvolvimento, ele se tornou o primeiro grande banco dos Estados Unidos a criar uma moeda digital.

Atraso na entrega do projeto

Depois de anos de obscuridade e atraso na entrega, parece que o a criptomoeda do JP Morgan está para aparecer no mercado.

Assim, a tecnologia blockchain está à beira de um grande avanço: a capacidade das pessoas e empresas fazerem dinheiro em aplicativos de negócios reais.

A empresa também está estudando a criação de novos trilhos de pagamento separados para os bancos centrais.

Criptomoedas estão em avanço no mundo todo

Estes expressaram interesse em iniciar suas próprias moedas, sob o exemplo da China e de Cingapura.

O próprio Brasil já ventilou que o PIX, novo sistema de pagamentos do Banco Central, pode ser o primeiro passo para uma moeda digital brasileira.

O JPM COIN está para ser usado em breve, acrescentando boas notícias ao mercado da blokchain.

Essencial para esse esforço é a formação de uma rede com mais de 400 bancos e empresas participantes na rede do banco americano.

O grupo está sendo chamado de Liink e sendo lançado com um par de funções que validam os pagamentos antes de eles serem enviados.

Além do mercado mais tradicional estar se aliando à tecnologia blockchain, o Bitcoin e outras moedas também estão em alta.

Dessa forma, os otimistas do mercado estão atentos aos próximos movimentos, especialmente do Bitcoin, que pode estar dando sinais de entrar numa bull run no futuro próximo.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, clique aqui!