Geral

Bitcoin atinge máxima de todos os tempos em reais!

Postado por em 21 de outubro de 2020 , marcado como , , ,

Nesta quarta (21) o Bitcoin atingiu sua máxima histórica em reais.

A unidade de Bitcoin foi consistentemente negociada a R$70 mil na exchange Mercado Bitcoin, a maior do país.

O recorde histórico do país foi atingido após o Bitcoin subir mais de 5% e negociar R$200 bilhões de dólares nas últimas 24 horas no mercado global, de acordo com dados do coinmarketcap.

Assim, o referido movimento fez o preço do Bitcoin subir aos patamares mais altos do mercado brasileiro em toda a história do ativo, em reais.

A máxima histórica em reais não se reproduz em dólares

Quando comparado a outras moedas nacionais, o real teve a pior performance frente ao dólar, desvalorizando 40% em 2020, sendo uma das moedas de pior performance do mundo nesse ano.

Dessa forma, quando o Bitcoin atingiu sua máxima histórica em dólares em dezembro de 2017, cada unidade de Bitcoin valia R$ 70 mil no mercado brasileiro e US$ 20.000 no mercado americano. Nessa época, o dólar no Brasil era cotado em cerca de R$ 3,30.

Por sua vez, na nova máxima histórica em reais, o Bitcoin é cotado em cerca de R$ 70 mil e US$ 12 mil  (cerca de 35% abaixo da máxima histórica em dólar). O dólar no Brasil está sendo negociado à R$ 5,60.

Outros países também registram máxima histórica em 2020

Não foi apenas no Brasil que o Bitcoin atingiu sua máxima histórica ”precoce”.

Em maio, por exemplo, a moeda digital criada por Satoshi Nakamoto atingiu sua máxima histórica na Argentina, e, antes disso, atingiu a máxima na Venezuela.

Todavia, a única coisa que isso mostra é a desigualdade do desenvolvimento dos diferentes mercados e das diferentes moedas ao redor do globo.

Altcoins se beneficiarão dessa máxima histórica em reais?

Entretanto, a máxima histórica do Bitcoin no Brasil não foi acompanhada pelas máximas históricas de outras criptomoedas.

A não correlação entre as máximas históricas do Bitcoin e das outras altcoins indica que o mercado tem tido um apreço especial pelo Bitcoin.

Apesar do aumento da popularidade dos protocolos DeFi e do pump de vários protocolos nesse ano, é o Bitcoin que tem se consolidado como o ouro digital, descolando-se das altcoins, pelo menos por enquanto.

Porém, isso não quer dizer que as altcoins não possam se beneficiar num segundo momento dessa alta do Bitcoin.

O que isso significa é que as altcoins estão sendo consideradas mais arriscadas no contexto da crise atual que o BTC.

Todavia, a maré sempre pode vir a mudar se o Bitcoin diminuir sua dominância sobre o mercado cripto num momento mais positivo no futuro.

Falta muito pro Bitcoin bater a máxima histórica em dólar também?

A máxima histórica do Bitcoin em dólar está amplamente conectada aos rumos do mercado global em termos macroeconômicos.

Assim, esse movimento depende de uma variedade de fatores complexos e por vezes difíceis de prever.

Em grande medida, depende de como o Bitcoin é percebido e útil como Hedge contra a derrocada das economias globais.

Todavia, a correlação do Bitcoin com o mercado tradicional, especialmente o S&P 500, ainda é forte e inspira atenção no presente momento.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, Clique Aqui!