Corporativo

Um dos principais líderes do Google deixa a empresa e vai para a Ripple

Postado por em 29 de outubro de 2018 , marcado como , , , , , , , , ,

A startup Ripple Labs angariou um importante nome para a sua empresa, o antigo chefe do Google do setor Rich Communications Service (RCS), Amir Sarhangi.

(Foto: Pixabay)

A notícia foi divulgada pela Reuters na última sexta-feira, onde a companhia destaca Sarhangi como vice-presidente de produtos.

Antes da mudança, porém, Sarhangi liderou o lançamento de um novo sistema de mensagens sem fio no Google, depois de se juntar à gigante de tecnologia quando ocorreu a aquisição de sua startup Jibe Mobile, em 2015.

Experiência

O novo vice-presidente conta com um considerável currículo de experiências em tecnologia, anteriormente passando por corporações como Intel, Deloitte e Vodafone.

A Jibe Mobile foi fundada juntamente com Steve Schroeder, que desenvolveu uma solução de tecnologia de ponta para provedores móveis a partir de comunicações baseadas em IP — incluindo chamada de vídeo de alta qualidade, bate-papo em grupo e grandes serviços de compartilhamento de arquivos de mídia.

Perdas e ganhos

A aquisição da startup pela Alphabet Inc. (também responsável pelo Google) aconteceu após a Jibe Mobile arrecadar mais de US$ 9 milhões em duas rodadas de financiamento.

Na época, Sarhangi assumiu a nova função de Diretor de Gerenciamento de Produtos e Parcerias. Ele também atuou como membro do conselho da empresa Area 120, o workshop do Google para produtos experimentais.

Sua saída será um golpe significativo para o Google, que vê a RCS como uma substituta para o envio de mensagens SMS.

A Ripple, por outro lado, enxerga na contratação de Sarhangi parte fundamental para o seu plano de desenvolvimento da RippleNet, sua plataforma de blockchain corporativa que oferece serviços de pagamentos transfronteiriços e quase instantâneos, com rastreamento e transparência de ponta a ponta.

Expansão

Atualmente, a RippleNet possui pouco mais de 100 membros, incluindo bancos, operadoras de remessas e provedores de pagamentos.

No início deste mês, a Moneytint, uma prestadora de serviços de câmbio corporativo sediada no Reino Unido, integrou a tecnologia da RippleNet aos seus serviços.

Movimento que ocorreu apenas um dia após a notícia de outro teste bem-sucedido feito pela RippleNet, na Malásia— para a fintech MoneyMatch, respaldada pelo Banco Central do país — no qual foi possível fazer um pagamento transfronteiriço para Espanha.

No processo, foram convertidas moedas Ringitt, da Malásia, para o Euro, o que foi exaltado pelo “custo significativamente mais baixo” e pela agilidade da transferência bancária, feita em apenas algumas horas, se comparada com um procedimento tradicional, que normalmente levaria dias.

Fonte: CCN

loading...