Geral

Snoop Dogg faz acordo para cultivar “maconha” no metaverso

Postado por em 21 de April de 2022 , marcado como ,

O acordo prevê a divulgação de NFTs de fazendas de cannabis da marca Snoop Dogg e de conteúdos exclusivos de seu filho, Champ Medici.

Snoop dog quer cultivar maconha digital no Metaverso

A MOBLAND é o primeiro jogo de metaverso com o tema da máfia, divulgou esta semana que fez um acordo com o rapper estadunidense Snoop Dogg para a criação de fazendas de maconha na plataforma do game.

No começo da tarde desta quinta-feira (21), o SYNR, token de governança da MOBLAND, registrava alta de quase 7% em 24 horas sendo trocado de mãos rapidamente acima dos US$ 0,07, mesmo operando em queda de –27,85% comparado ao volume negociado neste mesmo período, com US$ 985 mil, segundo o mapeamento do CoinMarketCap.

A chegada de Snoop Dogg, que já se declarou usuário de maconha, ocorre na esteira de outra parceria da MOBLAND, com o protocolo de interoperabilidade entre cadeias Wormhole, com o intuito de gerar uma solução de ponte entre cadeias GameFi 2.0.

Segundo o comunicado, a MOBLAND, que é apoiada por investidores como o cofundador do Twitch, Justin Kan, e a desenvolvedora Animoca Brands, será pioneira no recurso grow-to-earn (crescer para ganhar) através de tokens para negócios, edifícios, terrenos e, até mesmo, as plantações.

“Se for fritar hambúrgueres no McDonald’s, seja o melhor vendedor de hambúrgueres do mundo. Seja o que for, você tem que dominar seu ofício. Eu tenho dominado meu ofício por décadas. Meu filho me mostrou a importância da colaboração com a MOBLAND para apresentar as primeiras fazendas digitais de ervas daninhas como NFTs. Há uma mudança de paradigma acontecendo aqui e eu quero estar na vanguarda disso”, esclareceu Snoop Dogg, que será dono de uma fazenda de cannabis na MOBLAND.

NFTs

A plataforma também comentou que divulgará uma coleção limitada de NFTs de fazendas digitais de maconha da marca Snoop Dogg e de conteúdos exclusivos do filho dele, Cordell Broadus (Champ Medici), aos jogadores.

“Meu filho me mostrou a importância da colaboração com a MOBLAND para apresentar as primeiras fazendas digitais de ervas daninhas como NFTs. Há uma mudança de paradigma acontecendo aqui e quero estar na vanguarda disso”, comentou o rapper.
Por outro lado, Champ Medici, que também é ativo na comunidade de NFTs, comentou que:

“Vi meu pai jogar videogame a vida toda. Cannabis e controladores de jogos vivem de mãos dadas com ele, é por isso que acho que não é fácil juntar o metaverso e a erva digital”.

O cofundador da MOBLAND, Roy Liu, comentou que os NFTs 1.0 representam os personagens, os NFTs 2.0 são de terrenos e imóveis e os NFTs 3.0 são de negócios e utilidades.

“Estamos super animados para ser pioneiros com o lendário Snoop Dogg, trazendo cannabis digital e adoção em massa para o metaverso e GameFi 2.0. Estamos procurando mais maneiras de retribuir à comunidade da cannabis”, comentou.

De acordo com o que informou a MOBLAND, as fazendas da marca Snoop Dogg vão trabalhar em cadeia cruzada para darem acesso a mais usuários, aplicativos e para simplificar a liquidez através do criptoativo do ecossistema do jogo, o SEED, podendo ser adquirido pelo SYNR.

Os SEEDs também podem ser plantados nas fazendas de maconha de Snoop, que, neste caso, germinarão outro token, o Weed, sendo que os SEEDs e os Weeds poderão ser usados para aquisição de ativos do jogo.

No final do mês de março Snoop Dogg se juntou a Billy Ray Cyrus para a divulgação de um novo single, “A Hard Working Man”.
A junção hip hop-country, feita pelos lendários Avila Brothers, também envolveu a performance de 50 mil NFTs da música.

Para um guia sobre como comprar Bitcoin, clique no link!

Siga o Criptoeconomia nas redes sociais!