Geral

Polícia nos EUA contrata empresa para armazenar Bitcoins apreendidos

Postado por em 4 de August de 2021 , marcado como

Autoridades federais nos EUA estão lidando cada vez melhor com Bitcoins apreendidos em operações policiais. Devido a uma onda de crimes alimentados por criptomoedas, as autoridades federais americanas estão apreendendo muitos bitcoins e contrataram uma empresa de criptomoeda para armazenar todo os bitcoins apreendidos. Agora o governo dos EUA está descobrindo o que fazer com os Bitcoins apreendidos.

Em 28 de julho, a plataforma especializada em custódia de criptomoedas, Anchorage Digital, anunciou que ganhou um contrato do Departamento de Justiça dos Estados Unidos para armazenar e liquidar criptomoedas que as autoridades federais apreenderam após investigações criminais. O governo basicamente contratou um banco para armazenar e vender bilhões de dólares em bitcoin apreendidos, incluindo inclusive outras criptomoedas como Ethereum.

Anchorage Digital acaba sendo uma escolha óbvia para realizar essa parceria com o Governo Americano, pois é o primeiro banco federal licenciado para cripto.

“Não existe um banco tradicional que realmente ofereça esses serviços porque isso é extremamente complexo do ponto de vista técnico”, disse Diogo Monica, cofundador e presidente da Anchorage, ao Recode. “É muito difícil armazená-los com segurança. Na verdade, existem muitas, muitas histórias de pessoas que perderam o acesso às suas carteiras de bitcoins e outras criptomoedas e simplesmente perderam o acesso completamente a elas sem a capacidade de serem recuperadas. ”

Países lidam cada vez mais com a apreensão de Bitcoins e outras criptomoedas

É importante pensar que esse fato de precisar contratar uma empresa de criptomoeda para obter ajuda, é um lembrete de que, quanto mais as criptomoedas e ativos digitais estão ficando famosos e se tornando cada vez mais comuns para nós, eles também se tornam cada vez mais populares para as organizações criminosas.

Um outro ponto importante é que na medida que a aplicação da lei teve capacidade de fechar essas operações ilegais de criptomoeda, fica claro que o governo dos EUA poderia reter uma grande quantidade de bitcoin, ethereum e outras criptomoedas em seu poder. Consequentemente, o Governo dos Estados Unidos pode até se tornar um player gigante no mercado de criptoativos nos próximos meses e anos.

Bitcoin é alvo de organizações criminosas

Desde sua criação, as criptomoedas em geral, e principalmente a mais famosa do mercado, o Bitcoin, se tornaram populares entre os criminosos porque as contas e transações são difíceis de serem rastreadas até qualquer pessoa. Por conta dessa dificuldade de rastreio, os criptoativos estão no centro de uma ampla faixa de esquemas ilegais, incluindo golpes de chantagem, operações de lavagem de dinheiro e vendas ilícitas na chamada “darknet”

No primeiro semestre deste ano, as pessoas enviaram mais de 2 milhões de dólares (aproximadamente 11 milhões de reais), em criptomoedas para imitadores de Elon Musk após um “grift” nas redes sociais, de acordo com a FTC – Federal Trade Commission (Comissão Federal de Comércio – na tradução livre em português ).

O próprio Elon Musk foi alvo de um dos maiores golpes de bitcoin do Twitter, em julho do ano passado. Em uma das maiores violações da história do Twitter, os hackers invadiram contas pertencentes a Musk, ao presidente Barack Obama, ao presidente Joe Biden, Bill Gates e até mesmo à Apple, para promover um golpe de bitcoin. Os invasores receberam quase 120.000 mil dólares, o equivalente hoje a 628 mil reais, do golpe que forçou o Twitter a bloquear todos os usuários verificados de postar novos tweets por várias horas.

Na data do ocorrido, o Twitter publicou uma thread informando que estavam cientes do incidente ocorrido, que estavam investigando e buscando meios de corrigir o erro de segurança. Ao final da Thread eles escrevem: “Estamos trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido possível”.

Bitcoins apreendidos: o que fazer com todas essas criptomoedas?

bitcoins apreendidosAo investigar esses crimes e processar os responsáveis, a polícia federal dos Estados Unidos adquiriu um grande estoque de criptomoedas. Em junho, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos apreendeu cerca de 2,3 milhões de dólares em bitcoins que o FBI obteve após rastrear o movimento de um pagamento de resgate associado ao ataque cibernético do Oleoduto Colonial.

O Serviço de Delegados dos Estados Unidos, conhecido como US Marshals Service, é a agência encarregada de deter e leiloar muitos bens apreendidos, incluindo arte, itens raros de coleção e imóveis. Aproximadamente desde 2014 , o programa de confisco de ativos do Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) adotou a mesma abordagem com Bitcoins apreendidos e abriu as lojas de cripto para a solicitação do público.

À medida em que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos avança com seu plano de gerenciamento de ativos digitais, os pedidos por regulamentações mais rígidas sobre criptomoedas estão cada vez mais frequentes.

Todos esses pontos mencionados neste artigo servem como um importante lembrete de que as criptomoedas estão se tornando cada vez mais populares e presentes, o que significa que “elas” não irão embora tão cedo. Portanto, nunca é demais tomar cuidado com as demandas de pagamentos em dólar de criptomoedas com perspectivas românticas suspeitas, oportunidades de investimento boas demais para ser verdade, supostos chantagistas e pessoas que afirmam ser personalidades e entusiastas do mercado de criptoativos. Se você não tomar o mínimo de cuidado, seu bitcoin e outros ativos podem acabar no novo banco de criptografia do governo federal dos Estados Unidos.

 

Siga o Criptoeconomia nas redes sociais!