Investimentos Mercado

PayPal investe em patente para melhorar tempo das transação com criptomoedas

Postado por em 6 de março de 2018 , marcado como , , ,

O PayPal apresentou patente para um sistema projetado para melhorar a velocidade dos pagamentos com criptomoedas.

PayPal Bitcoin

(Foto: Altcointoday)

Os documentos arquivados no US Patent & Trademark Office (USPTO) no dia 01º de março, mostram que o gigante de processamento de pagamentos desenvolveu um sistema que possibilita aos remetentes e receptores trocarem chaves privadas ao invés de enviar dinheiro na rede como ocorre na forma tradicional.

Atualmente, os blocos de Bitcoin são minerados aproximadamente a cada 10 minutos, o que significa que os usuários devem aguardar por um prazo longo para que suas transações sejam “confirmadas” pela rede. Segundo documento divulgado:

“Em muitas transações, um tempo de espera de 10 minutos será muito longo para pagadores ou beneficiados e, por isso, as pessoas envolvidas na negociação preferem utilizar os métodos tradicionais de pagamentos em detrimento das moedas virtuais. Questões assim diminuíram a adoção das criptomoedas apesar das vantagens”.

Embora muitos investidores tenham buscado meios para resolver esta preocupação – ao encurtar o tempo dos blocos – usuários ainda estão sujeitos à taxas altas e confirmações lentas, quando as redes se congestionam.

Ultrapassando fronteiras

Na proposta do PayPal, o sistema criaria automaticamente múltiplas carteiras secundárias para seus usuários – carteiras cujas chaves privadas poderiam ser agregadas e transferidas para validar o montante de pagamento desejado.

Isto, argumentam os representantes da patente, poderia “praticamente eliminar” o tempo de confirmação.

O investindo do PayPal em recursos que desenvolvem sistemas para transações baseadas em criptomoedas é notável, pois indica que a empresa – no passado uma startup disruptiva– agora talvez esteja sentindo as forças da sua própria inovação.

No entanto, os usuários do PayPal não devem esperar que a empresa crie carteiras de Bitcoin com a marca da empresa em um futuro próximo.

Muitas empresas estabelecidas – tais como o Bank of America – estão registrando patentes relacionadas à criptomoedas por anos, mas ainda não as transformaram em produtos reais.

Fonte: CCN