Geral

O que vai movimentar o mercado nesta sexta-feira

Postado por em 27 de August de 2021 , marcado como

Com investidores à espera do pronunciamento de Jerome Powell, do FED, bolsas internacionais operam sem destino definido, em compasso de espera.

O grande destaque para esta sexta-feira (27) é o pronunciamento do presidente do Federal Reserve (banco central americano), Jerome Powell, durante o simpósio Jackson Hole. O discurso acontece às 11h (horário de Brasília) e pode definir os detalhes sobre como a autoridade monetária está enxergando a economia americana. Além disso, no discurso ainda pode destacar o cronograma para a redução do programa mensal de títulos para estimular a atividade. Nesta sexta, a atenção está voltada para os índices de preços PCE nos Estados Unidos.

Na quinta-feira (26), o Ibovespa fechou com recuo, acompanhando o dia negativo em Wall Street em meio a falas “hawkish” (favoráveis a um aperto monetário com finalidade de conter a inflação) de um dos dirigentes do Federal Reserve. No Brasil, aumentam ainda mais os temores sobre a crise hídrica e seu impacto direto na inflação.

Ainda nesta sexta-feira, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) irá divulgar a bandeira tarifária para setembro. Segundo informações da Folha de São Paulo, representantes das companhias distribuidoras, associações de consumidores e analistas do mercado financeiro, estimam que a bandeira 2 vermelha (tarifa mais cara na conta de luz) terá seu valor dobrado em setembro para cobrir a alta dos cursos de geração de energia elétrica. Se a Aneel adotar a medida, a conta de luz sofrerá reajuste médio de 15,2%.

Mais destaques da sexta feira, dia 27 de agosto

Estados Unidos 

Os índices futuros dos Estados Unidos têm alta na manhã desta sexta. Investidores aguardam sinais do Federal Reserve, cujas autoridades se reúnem no simpósio de Jackson Hole.

Na última quinta, os três principais índices fecharam o dia em baixa. O Dow Jones interrompeu a sequência de outro dias fechando em alta. Já S&P e Nasdaq interromperam uma série de cinco dias com resultados positivos. O Dow recuou 0,5%, S&P e o Nasdaq caíram 0,6%.

Outro ponto de atenção dos investidores é o noticiário sobre o Afeganistão. Também na última quinta, o Pentágono confirmou explosões na região do Aeroporto Internacional Hamid Karzai, que resultaram na morte de 13 trabalhadores do serviço americano e em outros 18 feridos. Os sinais de piora da situação do país e incertezas contribuíram para resultados negativos na bolsa.

O discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, durante o simpósio Jackson Hole deve apresentar sinais sobre os planos do banco central americano para reduzir o programa de compra de títulos, que movimenta o mercado econômico injetando cerca de US$ 120 bilhões nos mercados como medida de proteção da economia durante a pandemia do novo coronavírus. 

A expectativa é que Powell sinalize quais medidas deverão ser discutidas durante  Fomc (sigla em inglês para Comitê Federal do Mercado Aberto) do Federal Reserve no dia 22 de setembro.

Até o momento na semana, Dow Jones soma alta de 0,3%, S&P tem alta de 0,6%, e o Nasdaq composto sobe 1,6%. No mês de agosto até o momento, Dow Jones sobe 0,8%, S&P tem alta de 1,7% e Nasdaq de 1,9%.

Ásia 

As bolsas asiáticas fecharam com desempenhos mistos nesta sexta-feira, também na expectativa da fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

No Japão, o Nikkei recuou 0,36%; na Coreia do Sul, o Kospi cresceu 0,17%; na China continental, o Shanghai composto subiu 0,59%, e em Hong Kong, o índice Hang Seng teve queda de 0,18%.

Principalmente em Shangai, as ações subiram depois que os investidores  se mostraram aliviados devido à maior injeção semanal de dinheiro no sistema bancário, realizada pelo banco central desde o mês de fevereiro. Isso aconteceu após autoridades pedirem por suporte financeiro para empresas de varejo e comerciais.

O banco central chinês injetou pela terceira sessão seguida o valor de 50 bilhões de iuanes (US$ 7,71 bilhões) de operações de recompra reversa de sete dias no sistema bancário realizada nesta sexta. O total semanal de injeção líquida é de 120 bilhões de iuanes, maior volume registrado desde o início de fevereiro.

O NBS (sigla em inglês para Escritório Nacional de Estatísticas) da China anunciou que o lucro das empresas industriais do país subiu 16,4% no mês de julho, comparado ao mesmo período do ano anterior.

Europa

As bolsas da Europa operam quase de modo estável, também à espera do discurso do presidente do Fed no simpósio Jackson Hole. O Índice Stoxx 600, que reúne 600 empresas de todos os principais setores de 17 países da Europa, teve recuo de 0,1%, com destaque negativo para ações do setor de viagem e lazer, e positivo para o segmento de recursos básicos.

Principais indicadores do dia

Estados Unidos

  • Dow Jones Futuro: +0,24%
  • S&P 500 Futuro: +0,3%
  • Nasdaq Futuro: +0,34

Ásia

  • Nikkei (Japão): -0,36% (fechado)
  • Shanghai SE (China): +0,59% (fechado)
  • Hang Seng Index (Hong Kong): -0,03% (fechado)
  • Kossi (Coreia do Sul): +0,17% (fechado)

Europa

  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,03%
  • Dax (Alemanha): -0,04%
  • CAC 40 (França): -0,13%
  • FTSE MIB (Itália): +0,25%

Commodities e Bitcoin

  • Petróleo WTI, +1,602%, a US$ 68,5 o barril
  • Petróleo Brent, +1,49%, a US$ 72,13 o barril
  • Bitcoin, +0,72%, a US$ 47.343,00
  • Sobre o minério: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com alta de 1,39%, cotados a 840 iuanes, equivalente hoje a US$ 129,67 (nas últimas 24 horas).
  • USD/CNY = 6,48

Siga o Criptoeconomia nas redes sociais!