Mercado

IOTA esclarece não ter acordo formal com a Microsoft

Postado por em 13 de dezembro de 2017 , marcado como , , , , , , ,

Após algumas especulações na comudidade de criptomoedas, representantes da moeda digital IOTA vieram esclarecer que, atualmente, não possuem uma parceria formal com a Microsoft, apesar do anuncio no começo de novembro.

(Foto: Rachel McIntosh)

Isto significa que a gigante de Redmond ainda não contribuiu com nenhum dado para o mercado da IOTA, nem possui sensores conectados à sua rede. Questionado a respeito do envolvimento no mercado de dados da criptomoeda, um porta voz da Microsoft disse ao TNW que o“IOTA é um cliente da Microsoft Azure e planeja usar o Azure para testar e implantar o Data Marketplace.

Dito isto, As duas companhias estão, de fato, colaborando em uma série de exercícios de inovação tecnológica com a rede IOTA’s Tangle, embora sem nenhum acordo assinado. “Nunca foi mencionado que as empresas que participam do mercado são nossos ‘parceiros’”, revelou Dominik Schiener, co-fundador do IOTA por email à TNW. E acrescenta, “Nós os chamamos de ‘participantes’”.

Para o registro, esta “participação”da Microsoft quadriplicou a quota de mercado da IOTA de US $2.95 bilhões para mais de US $13 bilhões, de acordo com a Coin Market Cap. “Estamos em contato com múltiplas divisões na Microsoft (Chicago, Paris, Munique) e estão programadas duas reuniões, em Chicago e em Paris, que ocorrerão no escritório da Microsoft”, revela Schiener. A intensão deste exercício é meramente mostrar o potencial da Tangle e o seu mercado de dados como prova do conceito.

IOTA e Microsoft se reunem periodicamente

Como parte desta experiência, as reuniões que ocorrerao nos escritórios da Microsoft, irão focar na instalação e conexão dos sensores climáticos do registro tecnológico do IOTA. Neste contexto, a chamada “participação” da Microsoft é mais uma sociedade conceitual do que uma “parceria”real.

“Tinhamos planejado um encontro com Omkar Naik (especialista de blockchain da Microsoft) e sua equipe esta semana, para ajuda-los com as configurações dos sensores; como fizemos com a Bosch em Chicago”, informou o Co-fundador.

Curiosamente, um comunicado para a imprensa, divulgado pelo IOTA algumas semanas atrás, sugerem que a Microsoft já havia feito isso. Aqui está o informativo da companhia:

“Participantes de todos os setores e industrias estão representados. Empresas como Deutsche Telekom, EWE, Microsoft, Bosch, TINE, PwC, Accenture, Fujitsu, Schneider Electric, Orange, DNV GL e muitas outras implementaram sensores que vendem diretamente os dados no mercado”.

Além da Microsoft, O IOTA vai conduzir similar experiência de “sociedade conceitual” com várias outras companhias. “nós já começamos a realizar atividades com várias companhias listadas e em breve publicaremos os primeiros resultados”, comentou Schiener. “O lançamento do mercado de dados está apenas começando. O projeto vai continuar por muitas semanas e será multi-articulado”.

IOTA trabalha para se juntar aos lideres de blockchain

Como toda justiça, esta revelação não necessariamente desacredita a legitimação da tecnologia do IOTA – embora isto incite algumas questões sobre o por quê da startup se esforçar no esclarecimento desses detalhes. De fato, um relatório da Reuters sugere que a IOTA Fundation estava solicitando ativamente que as publicações utilizassem o nome da Microsoft após o anuncio de mercado de dados.

Mesmo os grandes nomes do blockchain, como o Bitcoin e o Ethereum ainda são consideradas em seus estágios iniciais, apesar do fato de existirem há vários anos. Sem dúvida o IOTA poderia um dia se juntar aos líderes, caso a tecnologia Tangle cumpra suas promessas.

Desse ponto de vista, não é de se admirar que a Microsoft tenha se abstido de assumir uma função mais ativa no experimento do mercado de dados. Embora isto possa mudar facilmente no futuro. Ainda assim, não se pode deixar de observar que a IOTA poderia ter comunicado detalhes mais precisos e claros desta colaboração.

Fonte: TNW