Investimentos Tecnologia

Empresa desenvolve máquina de café que aceita Bitcoin através da rede Lightning

Postado por em 21 de setembro de 2018 , marcado como , , , , , , ,

Para os apaixonados por café, a máquina de venda automática é uma das criações mais práticas e saborosas que já inventaram. Agora imagine comprar a famosa bebida com a criptomoeda Bitcoin, de forma rápida e com valores acessíveis. Graças a uma empresa americana essa ideia virou realidade.

Empresa desenvolve máquina de café que aceita Bitcoin através da rede Lightning

(Foto: Pixabay)

A Bitfury, uma das maiores fornecedoras de infraestrutura privada de tecnologia blockchain, desenvolveu uma máquina de café que é capaz de se conectar a rede Lightning, um protocolo de transações de segunda camada projetada para solucionar a barreira da escalabilidade do Bitcoin.

Como resultado, o equipamento de venda automática pode aceitar pagamentos com Bitcoin sem cobrar taxas elevadas ou exigir um longo tempo de transação.

A LightningPeach, a equipe núcleo por trás da invenção, adicionou um dispositivo capaz de unir a rede com uma máquina de café que utiliza alguns componentes integrados.

O dispositivo é composto por um pequeno computador Raspberry Pi e uma placa de circuito exclusiva, projetada pelo time, para processar as transações.

Em conversa com a Coindesk, Vasyl Grygorovych, um dos diretores da LightningPeach, disse que a meta estratégica da equipe é desenvolver uma infraestrutura real para pagamentos mais rápidos com Bitcoin.

“[Com esse sistema] é muito mais fácil pagar com criptomoedas do que com cartões de crédito, porque você não precisará mais deles, mas apenas do seu dispositivo móvel”, comentou.

O líder da equipe, Pavel Prikhodko, explicou que o chip também pode ser instalado em outros tipos de dispositivos. “De certa forma, ao conectarmos esta máquina, podemos conectar muitas outras coisas, tanto offiline quanto online”.

Segundo ele, a expectativa é que a criação abra caminhos para outras empresas que queiram experimentar o ecossistema cripto. “Queremos [construir] uma maneira de fazer isso facilmente”.

Facilidade e integração

Os usuários podem escanear um código QR na máquina usando seus telefones, que se conectam a uma carteira de Bicoin, explica o release.

Dois dólares seria o valor cobrado por uma xícara de café, que o sistema converteria em aproximadamente 15.800 satoshis (menor subdivisão de um Bitcoin).

Para mostrar o quão fácil foi o processo, Grygorovych revelou que a equipe apenas modificou uma máquina de café já disponível comercialmente e com acesso a internet. “Nós só precisamos colocar esse hardware dentro”, completou.

O diretor ainda comentou que o dispositivo foi construído para determinar se as máquinas de venda automática programadas na rede Lightning eram viáveis. Porém acrescentou que não há planos para distribuir uma versão de produção em massa, no momento.

“Ainda estamos pensando se deveríamos escalar isso ou mantê-la [como protótipo]…mas, no geral, trabalhamos com muitas empresas ao redor do mundo a fim de entender os casos de uso e analisar o que precisa ser criado e como os negócios reais podem usar o Lightning”.

Fonte: Coindesk

loading...