Tecnologia

Dubai planeja revolucionar seu sistema jurídico através da tecnologia blockchain

Postado por em 30 de julho de 2018 , marcado como , , ,

O Tribunal Financeiro Internacional de Dubai (DIFC), que lida com disputas civis e comerciais no setor financeiro, está planejando lançar o que chama de “Tribunal da Blockchain” para simplificar as operações legais.

(Foto: Pixabay)

Em parceria com a Smart Dubai – uma organização apoiada pelo governo que explora perspectivas de uma infra-estrutura tecnológica – o tribunal pretende construir uma força-tarefa que se concentrará no desenvolvimento de uma plataforma jurídica baseada em blockchain.

O DIFC comentou que a criação da rede apoiada em blockchain e contratos inteligentes permitirá que diferentes tribunais compartilhem informações de maneira descentralizada.

Com o sistema, a necessidade de executar tarefas manuais, como a duplicação de documentos, será eliminada. Trazendo um nível mais alto de eficiência para o sistema atual.

Como um passo inicial, os dois parceiros pretendem colocar os dados do Tribunal de Justiça em uma blockchain para que as instituições possam verificar e compartilhar informações em tempo real, um esforço que visa melhorar as aplicações das leis internacionais.

“A pesquisa futura combinará conhecimento e recursos para investigar as disputas decorrentes de blockchain privados e públicos, com regulamentação e termos contratuais codificados dentro do contrato inteligente”, destacou o comunicado.

Cidade futurista

O esforço vem como parte de um movimento mais amplo de Dubai, para trazer inovações inteligentes às operações do governo.

A diretora geral do Escritório Smart Dubai, Aisha Bint Butti Bishr, explicou no anúncio de hoje que a estratégia voltada para a tecnologia “busca executar 100% das transações governamentais aplicáveis ao blockchain, até 2020”. Ela ainda acrescentou:

“Uma invenção desse calibre e potencial requer um conjunto de regras igualmente disruptivo e uma instituição capacitada para defende-los. É aí que entra nossa parceria com a corte DIFC, permitindo que trabalhemos juntos e criemos o primeiro tribunal disruptivo do mundo, ajudando verdadeiramente a desbloquear o poder da tecnologia blockchain”.

Como parte do projeto 2020, vários órgãos do governo já anunciaram iniciativas individuais de blockchain.

Por exemplo, em maio, o Departamento de Desenvolvimento Econômico revelou seu plano para de executar uma plataforma de registro comercial a partir da tecnologia descentralizada.

Já o Departamento de Imigração e Vistos de Dubai, anunciou, no ano passado, que estava trabalhando em passaportes respaldados pelo sistema blockchain, com o objetivo de eliminar verificações manuais no aeroporto internacional da cidade.

Fonte: Coindesk