Regulamentação

Diretor do BC da Alemanha defende leis internacionais para o Bitcoin

Postado por em 15 de janeiro de 2018 , marcado como , , , ,

Diretor do Banco Central alemão acredita que o Bitcoin deve ser regulado através de um conjunto internacional de regras e não em escala nacional.

(Fonte: Pixabay)

O diretor do Bundesbank, Joachim Wuermeling, afirmou que as criptomoedas sem fronteiras são difíceis de regular dentro de uma região ou país, de acordo com o Reuters. Abordado em um evento em Frankfurt, o banqueiro disse que as criptomoedas deveriam ser supervisionadas em um escala global, com reguladores harmonizando suas regras conjuntamente.

Desta forma, Wuermeling ponderou que tal feito só poderia ser alcançado em caso de maior cooperação, “A regulação efetiva das moedas virtuais só seria realizável através da maior cooperação internacional possível, porque o poder regulador dos estados-nação é, obviamente, limitado”.

China e Coreia na contramão da regulação do Bitcoin

Sua fala segue os desdobramentos da China e da Coreia em face a regulamentação. Notavelmente, A Coreia do Sul teria planejado banir as trocas de criptomoedas do país, embora esses rumores tenham sido, mais tarde, desmentidos pelo escritório do presidente.

No entanto, A Coreia do Sul está agindo em novas regulamentações para desacelerar o investimento especulativo em criptomoedas, forçando os bancos a cumprir as novas regras estabelecidas e impor multas aos investidores que se recusarem a deixar de usar meios anônimos na comercialização das moedas.

Enquanto isso, a China indicou que poderia tentar reduzir as atividades de mineração, retirando os benefícios fiscais e energéticos das empresas do setor.

Fonte: Coindesk