Casos de uso Startups

Copa do Mundo: propaganda sobre blockchain é veiculada na abertura do mundial

Postado por em 18 de junho de 2018 , marcado como , , , , , , , ,

No dia de abertura da Copa do Mundo da Rússia (14), um anúncio, veiculado entre propagandas de pizza e cervejas baratas, mostrou as capacidades potenciais da tecnologia blockchain.

Copa do Mundo: propaganda sobre blockchain é veiculada na abertura do mundial

(Foto: Pixabay)

O anúncio é da empresa de Internet das Coisas (IoT) Hdac e foi um dos pontos altos de discussão no ecossistema criptográfico internacional.

A repercussão se deu porque esta foi uma das primeiras vezes que uma empresa de blockchain anunciou em uma TV – e certamente é a primeira a atingir um público tão grande.

Destacando as possibilidades que o blockchain pode trazer, a propaganda mostra uma casa inteligente com aparelhos domésticos capazes de se comunicar entre si, através da tecnologia.

Em uma das cenas há uma criança escolhendo seu próximo traje em um guarda-roupas virtual; na outra aparece a tecnologia protegendo a casa, enquanto seus moradores estão fora.

Segundo comunicado da empresa, o comercial vai ao ar durante toda a cobertura da Copa do Mundo – nos intervalos e em todos os jogos – em uma emissora aberta de TV do Reino Unido e no canal a cabo Eurosport.

Hyundai investe no blockchain

Com sede na cidade suíça de Zug, a Hdac na verdade representa a Hyundai Digital Asset Company. Como o nome sugere, faz parte do grupo Hyundai, um dos três grandes conglomerados baseados na Coreia do Sul (os outros dois são Samsung e LG)

A startup – desenvolvida por Chung Dae-sun, sobrinho do CEO da gigante automobilística – afirma, em seu site oficial, que a plataforma Hdac será uma ferramenta chave para a implementação de um sistema de transações mais acessível e eficiente entre os mundos de Internet das Coisas e Blockchain.

Sua filosofia tecnológica se baseia em melhorar drasticamente os ambientes de transação máquina-máquina (M2M), tornando todas as operações orgânicas e fáceis.

Além disso, a Hadac afirma que a tecnologia diminuirá o desperdício de consumo e promoverá um gerenciamento preciso de todo o consumo.

Como qualquer um que investe no setor de IoT sabe, o maior desafio enfrentado pela indústria é controlar e utilizar a grande quantidade de dados produzidos por tantos dispositivos diferentes.

A resposta da Hdac é justamente o uso da tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) encontrada em muitas plataformas de blockchain, a fim de garantir que todas as transações entre diferentes dispositivos possam ser concluídas com segurança.

Sem contar que os contratos de IoT não controlarão apenas o acesso aos dispositivos, mas garantirão o anonimato, com todas as transações registradas no livro-razão.

A companhia, que finalizou uma ICO bem sucedida de seus tokens DAC no final de 2018, arrecadou US$ 258 milhões. No entanto, no mês passado, o pool de mineração da startup foi supostamente hackeado, forçando a empresa a suspender temporariamente as retiradas.

A Hdac tentou escapar da censura afirmando não ter responsabilidade sobre o ocorrido, já que seu pool de mineração era descentralizado.

Fonte: Blockchain News