Tecnologia

Companhia aérea russa investe na blockchain para rastrear abastecimento dos aviões

Postado por em 27 de agosto de 2018 , marcado como , , , , , ,

Uma das maiores operadoras aéreas da Rússia, a S7, está testando a aplicabilidade da tecnologia blockchain no rastreio de dados do processo de abastecimento dos seus aviões.

(Foto: Pixabay)

O projeto vem sendo desenvolvido em parceria com o fornecedor de combustíveis Gazpromneft-Aero e o Alfa Bank, maior banco privado do país, revelou a companhia.

Tríplice aliança sob a blockchain

De acordo com a S7, o aplicativo compartilha dados a respeito da demanda de combustível em um livro-razão compartilhado, cuja cópia é gerenciada por cada uma das três partes.

Além disso, os pagamentos pelo combustível podem ser conduzidos na rede, com faturas digitais criadas através de contratos inteligentes, durante cada transação.

O objetivo é desburocratizar o processo e aumentar a velocidade das transações, “sem necessitar de adiantamentos e garantias bancarias”, revelou a empresa. Acrescentando que com o auxilio da tecnologia todo o processo levou “60 segundos”, eliminando “várias etapas manuais”.

“Essa é uma operação de negociação automatizada entre as três partes: o banco, a companhia aérea e o fornecedor de combustível. Ao abastecer a aeronave de acordo com as regras pré-estabelecidas, as reconciliações e anulações são resolvidas”, ponderou Pavel Voronin, vice diretor de tecnologia da informação da S7.

O teste representa o mais recente esforço da S7 no uso da tecnologia blockchain para possíveis aplicações em seus negócios aéreos.

No final de julho, a empresa de aviação começou a emitir o bilhetes dos passageiros a partir da blockchain do Ethereum, como parte de sua parceria com o Alfa Bank.

Fonte: Coindesk