Casos de uso

Caixas eletrônicos de criptomoedas já contam com 3500 exemplares em todo o mundo

Postado por em 7 de agosto de 2018 , marcado como , , ,

A coinatmradar.com, uma plataforma que rastreia e divulga máquinas de Bitcoin, anunciou um importante marco para o ecossistema das criptomoedas: mais de 3.500 caixas-eletrônicos de Bitcoin (ou BATMs, como são conhecidos nos EUA) estão instaladas em todo o mundo.

(Foto: News.Bitcoin)

Não faz muito tempo que os BATMs foram considerados uma ferramenta de integração perfeita, especialmente nos Estados Unidos.

A grande vantagem é que as máquinas estão instaladas onde o cliente está, ao invés de ele ter que procurar por elas. Então encontrar BATMs em supermercados, shoppings e lojas de conveniência era uma questão de tempo.

Dificuldades regulatórias

Apesar da notável expansão, as barreiras impostas pelos governos dificulta, em certa medida, o desempenho do negócio. “Poderíamos fornecer muito mais serviços e por um valor mais em conta, não fosse por uma miríade de regulamentos que devemos cumprir”, explicou Tim Curry, chefe de marketing da Blockchain BTM.

Ainda assim, o fato de muitos BATMs estarem em funcionamento, com maior concentração nos EUA, é um testemunho do poder e ascensão das criptomoedas em escala global.

“É um banco completo em uma caixa”, ponderou Curry. “Podemos processar mais rápido que a Coinbase. Em cerca de 3 minutos, do início ao fim. Não precisa esperar até uma semana. Não vincula sua conta bancaria pessoal”.

Dos 3.500 caixas instalados em todo o mundo, mais de 1.800 suportam altcoins como Litecoin e Ether. A américa do Norte é a região que retém uma maior concentração de máquinas, com cerca de 2.600 instaladas entre os EUA e o Canadá.

No Brasil, os usuários de criptomoedas interessados em converter seus Bitcoin podem encontrar um exemplar na cidade do Rio de Janeiro.

Atualmente, em torno de 9 BATMs estão sendo instados por dia. A maioria das máquinas está configurada para moeda fiat, moeda nacional e criptomoedas.

Fonte: News.Bitcoin