Negócios

Patente requerida pela Apple sugere uso de blockchain

Postado por em 12 de dezembro de 2017 , marcado como , ,

Um novo pedido de patente da gigante de eletrônicos Apple, aponta para o potencial do uso de blockchain em um sistema prospectivo que visa a crição e verificação de timestamp *.

(Foto: Pixabay)

Em uma petição divulgada pela U.S Patent and Trademark Office, na quinta-feira, a Apple detalha um programa capaz de certificar timestamps a partir da combinação de aspectos da tecnologia blockchain com a Public Key Infrastructure (PKI) tools (em livre tradução, ferramentas de infra estrutura de chave pública).

O caso em questão envolve a vinculação de uma parte da informaçnao a uma transação específica de blockchain; estabelecendo o estado de um dado em um determinado momento. Caso esta informaçãoo se altere, transações adicionais serão criadas detalhando as mudanças dos dados.

O requerimento da Apple descreve três métodos possíveis para consagrar o timestamps; com um desses cenários centrados em volta da plataforma de blockchain.

O programa geraria um bloco contendo timestamp com cada bloco subsequente sendo adicionado a medida que os mineradores verificam cada transação conduzida na cadeia. Este sistema é parte do que a Apple está chamando de “multi-check architecture (arquitetura de verificaçãoo múltipla)” o que significa que outro sistema confirmaria o timestamp após o bloco ser gerado, mas antes de ele ser adicionado a cadeia.

Blockchain proteje contra corrupção da rede

De acordo com o pedido, a Apple consideraria utilizar a tecnologia blockchain devido aos recursos de segurança descentralizados que ela oferece. De acordo com o documento:

“Se qualquer grupo tentar alterar um nó em algum momento antes do blockcahin, cada etapa do processo, que tente solucionar o bloco subsequente ao bloco alterado, será incorreto. Cada participante pode ver que tal blockcahin não corresponde com sua própria copia. E uma vez quebrado [o blockchain], não é mais reconhecido pelo conjunto”.

O benefício de utilizar um registro descentralizado para armazenar timestamps é duplamente de acordo com a aplicação. Não apenas consegue manter o tempo apropriado permanentemente, mas também favorece a proteção da rede da corrupção de um único nó, que esteja comprometido com atores maliciosos.

* Timestamp representa um ponto específico na linha do tempo e leva em consideração o fuso horário em questão; sendo possível rastrear alterações feitas em registros da base de dados, pois permite o detalhamento perante a linha do tempo real.

Fonte: Coindesk