Casos de uso

Agência britânica de espionagem está monitorando o Bitcoin de perto

Postado por em 27 de dezembro de 2017 , marcado como , , ,

A GCHQ (Government Communications Headquarters), o equivalente britânico da NSA, está monitorando de perto o Bitcoin por ordem do governo. A agência de criptografia, famosa por decifrar a comunicação alemã através da maquina Enigma – na segunda guerra mundial – agora se debruça sobre um novo alvo. Como muitas outras agências governamentais ao redor do mundo, ela tem tido grande interesse sobre a criptomoeda.


(Foto: GCHQ / MOD/EPA)

O quartel general de comunicaçãoes do governo, mais conhecida como GCHQ, foi fundada em 1919 e, em suas próprias palavras, “mantém a Grã-Bretanha segura desde então”. Em 2015, surgiu, nos documentos vazados de Snowden, a insinuação de coleta de informações de “qualquer usuário visível na internet”, através da invasão de smartphones usando uma ferramenta chamada “Smurf suit, e espionando as ligações dos políticos britânicos.

É seguro dizer que o Bitcoin não é novo no GCHQ. A agência renovou interesse na moeda virtual principalmente nos últimos meses, após a subida estelar do Bitcoin; uma surpresa para muitas pessoas. Chris Ensor, vice-diretor da divisão do National Cyber Security Center do GCHQ, disse ao The Telegraph que os departamentos do governo britânico solicitaram que ele investigasse os riscos de segurança imposto pelo Bitcoin. Ele ponderou:

“Nós estamos interessados em qualquer coisa que poderia afetar o país, então o Bitcoin é a maior coisa agora”.

Bitcoin levanta controvérsias

A agência reportou estar explorando o Bitcoin por vários ângulos. Desde o estudo dos possíveis benefícios da tecnologia blockcahin até as ameaça que representam para o sistema monetário do país. Como todos os que são novos no Bitcoin, muitos políticos britânicos estão intrigados com a criptomoeda, mas se mantem cauelosos.

“Os departamentos do governo estão nos dizendo “queremos usar algumas dessas tecnologias, mas eles são seguras?” ou simplesmente, “como isto funciona?”, relatou Chris Ensor. Os departamentos que o GCHQ assiste incluem, por exemplo, o Tesouro Nacional. Conforme relatado recentemente pelo News.Bitcoin.com, o Tesouro planeja regular o Bitcoin, em meio as preocupações usuais sobre a evasão fiscal e a lavagem de dinheiro.

O Bitcoin tem sido, há muito tempo, sinônimo de agência de espionagem, com algumas pessoas alegando que a moeda digital foi criada pela NSA ou CIA. Existem poucas evidências que suportem este dado e outras teorias da conspiração apontam para o fato de que a última comunicação de Satoshi Nakamoto ter ocorrido pouco tempo depois de o desenvolvedor de Bitcoin, Gavin Andresen, ter sido convidado para colabolar com a CIA, em 2011. Qualquer tecnologia que represente uma ameaça a ordem global estabelecida será obrigatoriamente examinada de perto pelas prinipais agências. Neste momento, o Bitcoin é alvo da segurança.

Fonte: News.bitcoin.com