Geral

Visa se associa a banco digital que dará 1% de cashback em Bitcoin

Postado por em 26 de janeiro de 2021 , marcado como ,

A Visa, multinacional que lida com crédito e pagamentos, se aliou ao banco digital “Alter”.

O propósito é oferecer 1% das transações dos clientes do banco digital em cashback com Bitcoin.

VISA se alia a empresa que dá cashback em Bitcoin

“A Visa tem trabalhado para ser uma ponte entre as moedas digitais e nossa rede global de milhões de estabelecimentos comerciais”, destaca gerente da Visa sobre parceria que irá oferecer cashback em Bitcoin no Brasil.

O banco digital brasileiro Alter, antigo Alterbank, anunciou uma parceria com a gigante mundial de cartões e pagamentos Visa.

A ideia é oferecer um sistema de cashback que devolve até 1% do valor da compra em Bitcoin para o usuário do banco digital.

Chamado de Criptoback, segundo a Alter, a ideia surgiu da necessidade dos usuários.

Eles precisam ter um retorno em Bitcoin em qualquer lugar ou estabelecimento e não apenas em lugares parceiros específicos.

Cashback em Bitcoin apoiado pela Visa e adoção em massa

Na alta de 2017 do Bitcoin houve algum flerte de empresas que ofereceriam cartões de crédito com bandeira Visa, dentre outras, mas as negociações não avançaram na maioria das jurisdições.

A partir da alta de 2020, parece que o cenário é outro.

Dessa forma, iniciativas desse tipo podem conduzir mais pessoas a usarem o Bitcoin ou esse tipo de serviço que oferece vantagens em Bitcoin.

Portanto, esse tipo de iniciativa pode ajudar o Bitcoin a atingir cada vez mais rápido uma adoção em massa.

Como funciona o projeto?

De acordo com um comunicado encaminhado à imprensa, o programa oferecerá cashback entre 0,5% e 1% das compras feitas com o cartão Altercard Visa.

O mesmo vale para o cartão físico e para o cartão virtual em transações a partir de R$ 25,00.

Todavia, entre a apuração da compra e o depósito do Bitcoin o prazo é de até 15 dias.

Computado esse prazo, os satoshis referentes ao percentual do valor da compra, com base na cotação em reais do Bitcoin no dia do depósito, e não do dia da compra, caem no saldo cartão e já podem ser utilizados.

“O Criptoback não se limita à experiência de devolver bitcoins para os clientes, mas também proporcionar novas formas de adquirir a criptomoeda no Brasil de maneira simplificada. É sobre ser a porta da criptoeconomia para o grande público que desconhece ou tem receio de criptomoedas”, completa Vinicius, CEO da Alter.

Segundo o vice-presidente de novos negócios da Visa, a empresa vem trabalhando em ser uma ponte entre as moedas digitais e a rede global de varejistas.

“A Visa tem trabalhado para ser uma ponte entre as moedas digitais e nossa rede global de milhões de estabelecimentos comerciais. Acreditamos que as moedas digitais têm potencial para levar o valor dos pagamentos digitais a um número maior de pessoas e lugares. Assim, queremos ajudar a definir e apoiar seu papel no futuro do dinheiro de forma segura”, conta Eduardo Abreu, vice-presidente de Novos Negócios da Visa do Brasil.

Esse tipo de parceria tem grande potencial de popularizar ainda mais o nome do Bitcoin e atenção das pessoas sobre ele.

Essa realmente parece ser a ideia, e os resultados serão vistos na medida em que mais pessoas usarem esse tipo de serviço.

Alguns, sem dúvida, terão seu primeiro contato com o Bitcoin dessa forma.

Para um guia sobre como Comprar Bitcoin, clique aqui!