Trading de criptomoedas Sinais de trading para criptomoedas com a plataforma Tradee. Confira!
Casos de uso Tecnologia

Imagens de abuso infantil são encontradas no blockchain do Bitcoin

Postado por em 21 de março de 2018 , marcado como , , , ,

Pesquisadores alemães descobriram que usuários desconhecidas estão utilizando o blockchain do Bitcoin para armazenar e vincular imagem de abuso infantil, o que coloca a criptomoeda em potencial risco.

(Foto: Pixabay)

O blockchain é um livro-razão de código aberto, que registra cada transação de Bitcoin, mas também pode armazenar pequenos dados não financeiros.

Esses dados geralmente são informações sobre as negociações com Bitcoin, como o histórico ou outro metadados. No entanto, também pode ser utilizado para armazenar links e arquivos.

Pesquisadores da RWTH Aachen University, na Alemanha, descobriram cerca de 1.600 arquivos armazenados no blockchain do Bitcoin. Desse total, ao menos oito arquivos se caracterizavam como conteúdo sexual com 274 links direcionados para pornografia infantil e outros 142 links relacionados a serviços na deep web.

“Embora ainda não existam decisões judiciais, textos jurídicos de países como Alemanha, Reino Unido ou os EUA sugerem que a existência de conteúdo ilícito [como abuso sexual de crianças] pode tornar ilegal o mero ato de possuir blockchain”, escreveram os pesquisadores. E complementam:

“Isso coloca em risco especialmente os mercados multibilionários que impulsionam as criptomoedas, como o Bitcoin”.

Embora as transações com Bitcoin não exijam necessariamente uma cópia do blockchain para que seja efetuada, certos processos, como algumas técnicas de mineração, requerem o download de todo o blockchain ou de partes dele.

A partir do momento que todos os dados são baixados e permanecem armazenados pelos usuários, eles são responsáveis por qualquer conteúdo censurável adicionado por outros.

Dessa forma, o grupo de pesquisadores ponderou que “Consequentemente, não é tolerado participar de um sistema baseado em blockchain, já que ele contém conteúdo ilegal”.

Bitcoin em risco

Como a mineração é essencial para o funcionamento do Bitcoin – visto que o processo registra as transações no blockchain para verificar transações e gerar novas moedas virtuais – possuir conteúdo ilegal como imagens de abuso infantil dentro do blockchain pode causar significativos problemas para a moeda.

Essa não é a primeira vez que avisos sobre a capacidade de armazenar dados não financeiros dentro do Blockchain foram divulgados.

A Interpol enviou um alerta em 2015 dizendo que “o design do blockchain permite que se injetem malware e que eles fiquem permanentemente instalado no blockchain, sem que haja atualmente nenhum método disponível para apagar esses dados”.

A Agência alertou que a tecnologia poderia ser usada no “compartilhamento de conteúdo sexual infantil, no qual o blockchain poderia se tornar um refúgio seguro para hospedar tais dados”.

Porém essa é a primeira vez que as meras e antigas suposições se concretizaram, criando um dilema moral e legal em torno do blockcahin.

Fonte: The Guardian

loading...