Geral

DIVI hub: Startup permite que fãs ganhem dinheiro com influenciadores

Postado por em 24 de November de 2021 , marcado como

DIVI hub

O empresário brasileiro Ricardo Wendel e o especialista financeiro norte-americano David Farron lançaram em 1° de julho o DIVI hub, uma plataforma voltada para a economia criativa que permite que criadores de conteúdo e fãs compartilhem os lucros de seus projetos.

Segundo os empresários, o app de investimento quer revolucionar criando, distribuindo, patrocinando e investindo em conteúdo de valor, trazendo para o mercado brasileiro uma nova categoria de investimento: investimento paixão (ativos baseados nas paixões do público)

Lançado há menos de três meses, a plataforma do DIVI hub acaba de anunciar um financiamento de $ 2,4 milhões de dólares da holding americana de investimentos Comstar International LTD.

Os recursos, que segundo a startup representam 10% do capital total, serão aplicados na expansão dos negócios para outros segmentos da economia criativa, como música e esportes; e estrearão no mercado americano; o processo de aprovação na Comissão de Valores Mobiliários já foi iniciado.

A história do DIVI hub

A ideia da startup veio do Vale do Silício, mas o primeiro mercado do aplicativo é o Brasil.

A empresa espera iniciar as operações nos Estados Unidos apenas em 2022, mas, por enquanto, a plataforma está em processo de adaptação de seu modelo de negócios de investimento às regulamentações da SEC – Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (US Securities and Exchange Commission).

Semelhante ao modelo brasileiro, a SEC também permite a captação de recursos da ordem de até US $ 5 milhões de dólares para investidores não qualificados, segundo a empresa.

No Brasil, o DIVI hub é regulamentado e aprovado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Em breve, a fintech planeja lançar uma plataforma privada de comunicação para negociação de DIVIs diretamente entre pessoas, onde quem comprou pode revender para terceiros, fãs ou investidores, como um mercado de ações de economia criativa.

O DIVI hub espera arrecadar R$ 75 milhões de reais em diversos projetos e tem cerca de 100 mil fãs/investidores cadastrados nos primeiros 12 meses de operação no Brasil.

A fintech ganhou o prêmio de startup mais promissora de 2019 pela Amazon e HubSpot e faz parte do programa de empreendedorismo global da San Jose University.

Como funciona o DIVI hub

O DIVI hub permite o financiamento coletivo em projetos de entretenimento digital como canais de YouTube , jogos, música e arte, ao mesmo tempo que cria oportunidades para fãs e marcas se tornarem investidores, sendo recompensados ​​com parte dos lucros obtidos por esses criadores de conteúdo.

Com cerca de R$10,00, os fãs sem experiência de investimento podem se tornar investidores em seus canais de música, jogos e YouTube favoritos e receber uma parte do lucro e da receita desses negócios.

O dinheiro arrecadado serve como custeio para os projetos dos criadores e permite que os fãs se tornem parceiros de seus ídolos, gerando um engajamento maior.

Além disso, o torcedor adquire parte de um ativo digital, o chamado DIVI, e pode ser pago de acordo com os resultados gerados pelo canal, jogo ou projeto.

DIVI hub

DIVIs são tokens que funcionam como partes da propriedade legal dos criadores, de acordo com a empresa fintech .

Eles carregam a tecnologia Quantum Ledger , desenvolvida pela Amazon Web Services , em que cada token é completamente rastreável e cada transação possui um código matemático exclusivo que permite transparência e segurança.

De acordo com o empresário brasileiro Ricardo Wendel, a startup hoje tem projetos em andamento com YouTubers, influenciadores e gamers. “Mas a economia criativa é muito mais ampla. Há espaço para projetos envolvendo arte, moda, esportes e, principalmente, música. A música vertical é a nossa próxima grande aposta ”, acrescentou.

Projetos do DIVI hub

O dinheiro arrecadado na plataforma serve como financiamento para os projetos dos criadores. “Ao contrário do que muitos fundos de investimento estão fazendo, com o DIVI hub o artista não precisa negociar todo o seu portfólio e pode vender parte dele, compartilhando o sucesso com quem mais importa: o leque”, explica Wendel.

Conheça alguns dos projetos que estão na plataforma do DIVI hub

Operação Metaforando

Game Show investigativo inédito inspirado em um dos jogos de maior sucesso da história em que 8 grandes influenciadores tentam fugir de uma fábrica realizando desafios e desvendando mistérios. Entre os participantes, 1 impostor.

Vitor Santos usará todo seu conhecimento em linguagem corporal e análise de microexpressões faciais para tentar descobrir quem é quem antes que o tempo acabe. Hiper-Fãs terão a oportunidade de ajudar o Vitor na missão.

Street Bots

Em busca de explorar uma paixão que ganha cada vez mais fãs no Brasil e ainda não tem um competitivo nacional organizado, criamos uma competição que tem como objetivo se tornar o “Campeonato Oficial de Guerra de Robôs no Brasil”.

Esse é o Street Bots. Equipes altamente treinadas irão desenvolver super-robôs capazes de destruir seus oponentes.

Verdadeiras supermáquinas que vão até o limite para mostrar quem é a mais forte. Uma chance única de reforçar a paixão do brasileiro por esse esporte incrível. Prepare-se para a luta!

Bees

Imagine uma mansão com 5 influenciadoras gerando conteúdo todos os dias e fomentando o mercado feminino de criação e produção. Incrível, não é mesmo?

Essa é a proposta do projeto Bees: uma casa de criação de conteúdo incrível composta por influenciadoras cuidadosamente selecionadas.

Além disso, também daremos chances às novas influencers mostrarem suas habilidades, com uma convocação inovadora que promete descobrir a mais nova e talentosa Bee.

O canal da Bibi, famoso por seu poder de inclusão e por ser um verdadeiro Hub de variedades, vai expandir esse conceito com um staff composto apenas por mulheres.

A ideia é fomentar as inúmeras profissões que compõem o mercado de produção de conteúdo, mostrando que existem muitas alternativas de carreira, igualmente incríveis, por trás das câmeras para quem quer fazer parte desse mercado.

Não fique de fora, faça parte da família Bees!

Favela Brasil Xpress

A Favela Brasil Xpress chega onde nenhuma outra empresa de logística chega. Para isso, recebe as mercadorias daquelas que não acessam algumas comunidades, faz a separação e programa a entrega.

E quem faz esse trabalho são os próprios moradores destas comunidades, que conhecem ruas, becos e vielas, dando dignidade para que todos possam receber seus pedidos na porta de casa.

Nascemos para conectar as favelas com o mundo, quebrando os muros invisíveis que separam as comunidades do tecido urbano das cidades.

Nos movemos pela paixão de entregar transformação a 14 milhões de brasileiros que moram em favelas por meio de uma logística participativa, social e inclusiva, com a criatividade e jeito de ser das comunidades.

Standup Favela

Tendo em vista as grande dificuldades vivenciadas pelos moradores de regiões periféricas no Brasil, nasce o Stand Up Favela, um Talent Show de humor com a intenção de preparar e dar visibilidade a novos comediantes.

Começaremos em São Paulo, mais especificamente em Paraisópolis, uma das maiores favelas do Brasil.

Em parceria com o G10 Favelas, nossa intenção é estimular a evolução do grupo fomentando as potências individuais dos participantes com uma série de aulas pensadas pelo comediante Fábio Rabin, para que eles saiam do programa sabendo como preparar um show de comédia.

“Todos poderão ter um pedacinho do projeto de seu ídolo e lucrar com isso. Não só fãs, mas investidores qualificados e até marcas poderão realmente fazer parte da economia criativa de forma única e lucrativa”, diz Ricardo Wendel.

Como criar uma conta no DIVI hub

Por ser uma novidade, a plataforma vem atraindo vários fãs/investidores, mas também deixa as pessoas um pouco receosas com todas as informações que a plataforma pede.

Acompanhe o passo a passo para criar a sua conta no DIVI hub.

É importante seguir atentamente cada etapa e informar corretamente cada dado.

Passo 1: Baixe o aplicativo do DIVI hub no Google Play ou App Store


Passo 2: Depois de instalado, você precisa realizar o seu cadastro para começar a navegar.
Vá até a opção “Ainda não é cadastrado? Clique aqui.”

Passo 3: Informe o seu CPF (apenas os números, sem espaço ou pontos) e clique em “Enviar”.

Passo 4:  Após isso, informe o seu nome completo, e-mail, conforme o e-mail e defina uma senha.
A sua senha deve ter de 8 a 16 caracteres, contendo pelo menos uma letra maiúscula, uma letra minúscula, um número e um caractere especial.

Verifique se todos os dados estão corretos e clique para cadastrar.

É necessário concordar com os termos e condições do aplicativo.

Passo 5: Para validar a sua conta, abra o seu e-mail e verifique o e-mail enviado pelo remetente [email protected] com o assunto “DIVI hub: Verificação de e-mail”.

Caso não receba o e-mail, confirme se ele não foi entregue em outra caixa como spam. Caso não esteja por lá, volte na plataforma e selecione a opção “reenviar e-mail”.

Para trocar o seu endereço de e-mail em caso de erro, basta clicar em “Alterar endereço de e-mail”.

Passo 6: Após a confirmação, você será direcionado para a aba de verificação de identidade. E pode ficar tranquilo, pois a plataforma garante que suas informações estarão protegidas.

Passo 7: Para essa fase você precisa ter em mãos o RG, CNH ou RNM.

Passo 8: Siga as instruções do aplicativo para que a verificação de identidade seja concluída.

Passo 9: É importante tirar foto frente e verso do documento.

Passo 10: Basta confirmar se a imagem está boa e clicar em “salvar e continuar”.


Passo 11: Após tirar as fotos do documento, a plataforma fará a extração dos dados presentes no documento que você fotografou. Antes de continuar a operação, confirme se os dados estão corretos.

Em caso de algum dado não estar correto, você deverá ajustar antes de continuar.
Após confirmar os dados, basta clicar em “Cadastrar”.

Passo 12: Para dar mais segurança para os usuários, a plataforma ainda faz uma verificação de “selfie”.

Passo 13: Nesta etapa você deve escolher um lugar bem iluminado e focar a câmera no seu rosto.
É recomendado fazer a foto com uma expressão tranquila, sem ornamentos como óculos, bonés, chapéus.

Passo 14: Depois de finalizar esta etapa, o próximo passo será preencher os dados de logradouro.
Será necessário digitar o seu CEP, número da casa, complemento.

Lembre-se de preencher todos os campos e revisar antes de salvar e continuar.

Passo 15: Para a última etapa, selecione o seu estado civil, sexo e profissão.

Clique novamente em “salvar e continuar”.

Passo 16: Chegou a hora de cadastrar o seu PIN.


Essa é a combinação de números que será usada para a validação de qualquer transação feita no aplicativo.

É importante mencionar que para garantir a sua segurança, escolha um PIN que nunca tinha usado antes. E tenha sempre ele na sua memória.

Esse número é único e exclusivamente seu. Não compartilhe com ninguém.

Ao término desta fase, você terá acesso a aba do perfil de investidor.

Passo 17: Nesta aba você deverá informar o seu nível de investidor, sendo iniciante (ganha até R$100.000,00 por ano ou tem aplicação financeira nesse valor), intermediário (ganha mais de R$100.000,00 por ano ou tem aplicação financeira nesse valor), ou Qualificado (atende aos requisitos da instrução n° 539 da CVM).

Escolha a opção mais adequada e clique em “salvar e continuar”.

Passo 18: Você também pode informar no aplicativo se realizou ou não investimentos em outras plataformas de investimento coletivo. Escolha a opção de acordo com a sua situação e clique em “salvar e continuar”.

Passo 19: Informe se você ou pessoas do seu relacionamento próximo (representantes ou familiares) são “politicamente expostas”.


Após essas informações o seu cadastro está pronto!

Passo 20: Agora basta clicar em “Explorar projetos” para conhecer todos os que estão disponíveis na plataforma, conhecer melhor os detalhes e começar a investir.

Conclusão: DIVI hub vale a pena?

DIVI hub

Atualmente ser influenciador, YouTuber, criador de conteúdo, não é apenas um hobbie.

Essa é uma categoria que está cada vez mais estável e sendo reconhecida por grandes empresas.

Um projeto como o DIVI hub chega para mostrar o poder que esses profissionais possuem quando o assunto é gerar renda. E quem estiver surfando a mesma onda pode acabar tendo bons retornos.

É importante pontuar que esse mercado está em constante crescimento e se baseia em tendências e interação. Para ter certeza que será um bom investimento e com retorno, o fã/investidor precisa avaliar a credibilidade e a abrangência do criador digital.

Conheça os projetos, consuma o conteúdo já produzido, tire um tempo para estudar o cenário. Independente do valor que você vá investir, é sempre importante saber onde será investido o seu dinheiro e quais são as previsões de retorno do mesmo.

Siga o Criptoeconomia nas redes sociais!