Casos de uso

Criptomoedas: venezuelano compra 102 kg de alimentos após receber doação em Nano

Postado por em 11 de julho de 2018 , marcado como , , , , , ,

Após receber doações de criptomoedas em Nano, um venezuelano conseguiu comprar mais de 100 kg de alimentos para sua família e vizinhos, mesmo diante da grande crise de abastecimento que assola o país.

Criptomoedas: venezuelano compra 102 kg de alimentos após receber doação em Nano

(Foto: Pixabay)

Sob o apelido de Windows7733, o venezuelano em questão criou um tópico na rede social Reddit revelando que uma doação de 0,5 Nano (o equivalente a US$ 1,32) recebida por ele significava quase um mês de mantimentos na Venezuela.

Em resposta, vários Redditors (como são conhecidos os membros da comunidade) declararam que enviariam criptomoedas para sua carteira digital a fim de ajuda-lo ainda mais.

Embora uma doação de 0,5 Nano para alguém da Venezuela não seja exatamente uma grande notícia, o efeito cascata que essa situação proporcionou é diferente; já que é uma ótima oportunidade para que as criptomoedas deixem sua marca no país.

Dias depois, o usuário Windows7733 iniciou outro tópico no Reddit atualizando a comunidade sobre os resultados e revelou que com as últimas doações (correspondente a 29,1 Nano ou US$ 77,7) conseguiu adquirir 102 kg de alimentos.

“Me sinto extremamente feliz porque hoje consegui convencer alguém em quem confio a aceitar Nano (ele já estava aceitando Bitcoin) em troca de comida.”, comentou Windows7733 em seu twitter.

Foto publicada no twitter pelo usuário Windows7733

Alternativas

Conforme o venezuelano citou, o vendedor das mercadorias já estava ativo no mudo das criptomoedas, manuseando principalmente o Bitcoin Cash. E ele poderia pedir doações em uma criptomoeda mais famosa. No entanto, dada as altas taxas de transação e o tempo de confirmação, o Bitcoin não é a melhor opção nesse quesito.

Entre os itens comprados estava fubá, carne, arroz, feijão e abacate. A lista de compras tradicional não seria uma surpresa se todos esses alimentos de necessidade básica não tivessem se tornado quase impossíveis de adquirir com o bolívar venezuelano.

Como já comentamos aqui no Portal Criptoeconomia, por causa de sua hiperinflação desenfreada, o valor do Bolívar está caindo a uma velocidade vertiginosa. Assim, formas alternativas de pagamento ganham força no país, apesar da própria volatilidade das criptomoedas.

Fonte: CCN e Cryptoyum