Geral

Bizarro: Golpe da “Bitcoin Profit” usa imagem de Jair Bolsonaro para atrair vítimas

Postado por em 1 de setembro de 2020 , marcado como , , , ,

Como tem sido afirmado nas redes sociais há algum tempo. Realmente o Brasil não é para amadores.

Segundo o Cointelegraph, um Golpe utilizando o Bitcoin tenta atrelar a imagem do presidente Jair Bolsonaro a uma plataforma que promete lucro de R$ 5.338,00 por dia.

bolsonaro bitcoin

A iniciativa sequer pode ser levada a sério, todavia, é importante usar o caso para ilustrar aos nossos leitores como identificar golpes e não cair neles.

Por exemplo, no caso ao qual estou me referindo, o esquema fraudulento diz assim:

Jair Bolsonaro, magnata, filantropo, investidor e presidente do Brasil, assinou o acordo mais importante do século no Brasil. Com um grande passo em direção à tecnologia, o governo brasileiro aprovou esse acordo com potencial de mudar o sistema tecnológico, cambial e monetário do Brasil.
O novo acordo de Bolsonaro cria uma plataforma para os cidadãos brasileiros começarem a gerar renda com criptomoedas. Essa nova plataforma é chamada de Bitcoin Profit. Ele está pedindo que todos os cidadãos brasileiros conheçam o Bitcoin Profit rapidamente para fazerem parte.

A absoluta implausibilidade do golpe

O primeiro destaque a ser feito é que Jair Bolsonaro não se apresenta como magnata, menos ainda como “investidor”, muito menos ainda como pedindo que todos os brasileiros conheçam a referida empresa que, logo mais, ficaremos sabendo que pertence a uma figura totalmente desconhecida.

Adiante, a página do golpe diz:

A plataforma Bitcoin Profit ajuda o governo a gerar dinheiro para auxiliar os cidadãos aposentados e os jovens estudantes, pois a entrada de novos imigrantes colocou pressão sobre as despesas sociais e assistenciais. O Governo do Brasil afirma que as receitas fiscais serão enormes e beneficiarão todos.

O absoluto mal-caratismo do golpe

Ao direcionar sua fala a aposentados e jovens estudantes, o golpe está direcionando seus esforços a uma parcela mais vulnerável da população, especialmente em tempos de pandemia.

Além disso, ao evocar “receitas fiscais” enormes para o benefício das classes desfavorecidas, sob o pretexto da suposta pressão de “novos imigrantes”.

O golpe tenta passar um ar de seriedade ao lidar com assuntos supostamente importantes e de interesse das pessoas.

Adiante o golpe diz:

O 1% mais rico do mundo atualmente controla 5.425 bilhões de reais […]. Como a maior parte dessa riqueza é comercializada por Wall Street diariamente, em teoria ela pode ser recolhida na íntegra e redistribuída a qualquer momento. Di*go Garc*a criou um sistema exclusivo que faz exatamente isso! Ele desenvolveu um código de computador algorítmico que supera qualquer operador humano no planeta […] rendendo entre 4.760 e 7.800 reais por dia para a pessoa comum, dependendo do depósito inicial, que é totalmente reembolsável, para alimentar as primeiras operações comerciais vencedoras.

O golpe final e como não cair nele

Após contar uma história fantasiosa, o gopista pede dinheiro para as pessoas na forma de “depósitos iniciais” totalmente “reembolsável”(sic).

Mas vejam bem, mesmo que o dono do golpe, apresentado como Di*go Garc*a, realmente tivesse inventado uma forma de roubar todo o dinheiro das pessoas mais ricas do mundo, a fim de distribuí-lo em um sistema milagroso, por que ele pediria “depósitos iniciais” das pessoas?

Isso não faz o menor sentido!

Assim, vemos que estamos diante de um golpe absolutamente claro.

  • Prestar atenção na plausibilidade da narrativa.
  • Prestar atenção nos conceitos morais presentes no discurso.
  • Prestar atenção nas incongruências das promessas financeiras.

São essas coisas que nos capacitam a identificar golpes desse tipo com muita facilidade.

O leitor, porém, deve aprender a aplicar esses mesmos princípios e outros, a fim de evitar golpes mais sofisticados.

Fique ligado no conteúdo do site para mais notícias e dicas de como operar com segurança nesse mercado, e se quiser saber onde comprar Bitcoin com segurança, clique aqui.