Crypto Trading Bots Obtenha o máximo em trading de criptomoedas com a 3commas
Corporativo

Air France utilizará blockchain para oferecer viagens mais baratas para os passageiros

Postado por em 8 de outubro de 2018 , marcado como , , , , , , ,

A Air France, quinta maior companhia aérea do mundo está explorando maneiras pelas quais a tecnologia blockchain pode excluir o intermediário das negociações. Os novos estudos têm como objetivo cortar custos para os clientes e, consequentemente, aumentar o lucro da empresa.

(foto: Pixabay)

Em parceria com a Winding Tree, empresa especialista em reserva de viagens que utiliza como base a tecnologia distribuída, a companhia aérea espera oferecer “oferta de viagens mais vantajosas para o cliente e mais lucrativa para os parceiros”, reduzindo ou eliminando intermediários no processo de compra.

Diante disso, a Air France se junta a um grupo de empreendimentos da aviação que estabeleceram alianças com a Winding Tree — que também possui contratos com Lufthansa, Swiss Air, Eurowings, dentre outras.

O acordo faz parte de um movimento crescente no qual as companhias aéreas estão recorrendo cada vez mais às novas tecnologias, como big data, para ficarem um passo à frente da concorrência.

Sonia Barrière, vice-presidente de estratégia e inovação da Air France, disse que o grupo tem orgulho de ser um dos primeiros a adotar o sistema descentralizado no setor.

“Com a tecnologia blockchain, pretendemos revolucionar as trocas dentro da indústria de viagens para os nossos clientes, empresas e startups”, disse ela.

Gigantes

No início deste ano, a Lufthansa, companhia aérea alemã, anunciou uma parceria com a gigante de software SAP, no lançamento do “Aviation Blockchain Challenge”.

A iniciativa lançou um desafio para os candidatos lançarem ideias “inspiradoras e inovadoras” sobre como as soluções com blockchain poderiam tornar as experiência de viagens e operações das companhias mais fáceis.

Os aplicativos sugeridos incluíam melhorias nas reservas do voos, programas de fidelidade e identificação no aeroporto, bem como o rastreamento e verificação de documentos entre fornecedores.

O diretor do Innovation Hub da Lufthansa, Gleb Tritus, comentou que enquanto outras indústrias encontraram casos de uso especiais para a tecnologia blockchain, o impacto no setor de aviação ainda não é completamente perceptível. No entanto acrescentou que havia “potencial consistente” para utilizar a blockchain e as redes descentralizadas.

Fonte: The Block

loading...